Category: Sem categoria


Desce ardente lava, fusão que esvai dos vulcões.
O mar azul desvanece; ondas agora são rubras;
coradas; sentem pejo de que o magma as cubra.
A cascata de lampejo ígneo arde aos borbotões.

Em jatos… Cores quentes no azulejo do oceano;
tintas vermelhas ressumam ;navio já é fantasma.
Centelhas, brumas de fogo, exalam mil miasmas.
Não há viva alma para chorar ao léu o desengano.

Um véu de fumo encarnado cinge todo o horizonte.
Tinge nuvens, são algodões embebidos de sangue.
Feroz cena estendida: do céu, terra até o mangue.
O aceso lume não desculpa nenhuma das fontes…

Daí esculpe no cenário flamas de um matiz unicolor.
Ave que se salvou por um triz agradece suas asas.
Pernas pra que te quero foram cair em covas rasas.
E já nada respira, chama não perdoa, nem faz favor.

Rosemarie Schossig Torres

Anúncios

Por Umas Janelas Abertas…

 

Janelas abertas. Irresistível galeria.
Aí entram raio de sol. Bala perdida.
Vida e morte em flutuante romaria.
É válvula de escape para o suicida.
De braços abertos o acolhe, o vento,
Moinho que gira o tempo, tudo muda.
Por onde vem a musa com seu alento
Trazendo música que alma desnuda.
Persiana que encerra o horizonte;
Desvão por onde o ladrão se esquiva
E o sonhador faz do arco-íris ponte,
Enlaçando nuvens e delírios à deriva.
Palco perfeito para alva e crepúsculo,
Que diariamente se exibem, sem reprise
Nesse painel gigante, quadro maiúsculo,
Fazendo um inquebrantável strip-tease.
Os olhos saboreiam matizes inesquecíveis.
Mil cores em mesclas esplendorosas.
a imaginação solta suas tranças invisíveis.
Os pés querem passear nas nebulosas.
Detenho pedaços desse amplo panorama,
O espaço se enquadra nas retinas.
Enlaçada em tão impalpável trama,
Vôo ao sabor de sensações cristalinas.
Absorvo quimeras atreladas ao cenário,
Que distingo nas entrelinhas do infinito
Por este telão vislumbro um alheio itinerário
Para mais além de minha serra azul gravito.
De um só golpe as janelas se fecham
Deixando pela metade esta utopia,
As imaginações sem sua âncora erram
Adia-se o sonho para um outro dia.
Rosemarie Schossig Torres