Tag Archive: coração


Jardim Sideral

jardim sideral

Vejo em um jardim sideral,
a radiação de misterioso astro,
estrela voraz, luz mortal;
admiro seu eclipse de alabastro. 

Quero os chafarizes brilhantes,
gêiseres de ácido, sulfurados,
de alegria fugaz, diamantes,
queimando os olhos, ofuscados.

Navego pela abóbada celeste
de planetas ermos
e visito o deserto agreste,
lar de duendes enfermos.

Neste mar morto,
campo santo de tíbias e caveiras.
Ossuário de piratas; último porto,
ancoro meu coração sem fronteiras…

E compartilho taças de peçonha acre
com fantasmas de idéias;
sonhos extintos num massacre,
quimeras feridas, cheias de morféias.

Vagueio por uma galáctica nação,
a multidão me ignora;
prefiro a companhia da solidão,
amiga, que me adora.

Rosemarie Schossig Torres


Somos Todos Crianças

Somos todos crianças…
A imaginação solta as tranças.
Pula, gesticula, rodopia…
A esperança, linda, é o guia.

E não há desengano que valha.
A alma se vira; a aflição talha
e fazemos das tripas coração…
Desconhecemos a desilusão. 

Saltitam os olhos no panorama.
Cantarola o coração que ama.
Desvia estorvos; dor contorna.
Adulto que à infância torna…

Rosemarie Schossig Torres

Teimosa Chuva

Teimosa chuva. Por que não paras?
O sangue coagula. Oxidadas veias.
E o meu pobre coração mofado,
bate fora do tom. Descompassado.
Todo o alento sucumbe às cheias.
Inspiração afogada; me desamparas.
O dilúvio cresce, choram as vidraças
O céu se cobre com uma capa gris
Gota a gota as ideias são levadas
Perdem-se no ímpeto das enxurradas.
Então, o meu verso emerge infeliz.
Asas molhadas; passarinho sem graça.
Palavras ensopadas; sem paradeiro,
escorem pelos dedos. Tormento.
Nada do que escrevo permanece.
A musa em umidade se desvanece.
Então pergunto ao firmamento:
Porque não pára este aguaceiro?
Rosemarie Schossig Torres

Versos Suados

Pedi à musa, versos de improviso…
E ela, com enigmático sorriso
deu-me um punhado de sementes
e profetizou inclemente:
Escreverás versos suados
como o trabalho de Adão,
depois do paraíso.

Então fiz novo pedido:
Quis ao menos um ornamento.
Mas ela com misterioso acento
deu-me paleta e tintas…
E disse: se belas metáforas pintas
terás adorno suficiente.

Por último solicitei timidamente:
Um pouco de harmonia
e a musa emendou com ironia:
as palavras já tem seu próprio som,
siga o coração, escute seu tom
e farás as rimas cantarem…

Rosemarie Schossig Torres

Flores Que Invadem Poemas


Quando formigam as cicatrizes,
entrincheiro o coração com flores
e desvio os pensamentos infelizes.
A alma dribla mofados dissabores.

E pelo ar vou com pétalas cor rubi,
em planícies de sonho, sem temor,
Conclamo rimas que não são daqui.
Tempero as odes com verde frescor.

Bálsamo que enleia a dor temerária,
Invadindo a noite. Talvez alva dama,
o seu perfume doe, essência solidária,
que sobre minha madrugada derrama.

Arte de poetas é uma joalheria delicada.
A musa-flor venero. Aprendo seu estilo.
Os cravos me emprestam a lira inspirada.
E exóticos elixires em meu verso destilo.

Vi nenúfar aquático em seu oculto esteiro,
com um róseo rastro, lótus dos olvidados.
Sem pés, bandeja de água por seu canteiro.
Ninféia que bóia em meus olhos cansados.

Perpétuas: lembrança do amor que passou,
com sempre-vivas aflições já faço bromas;
as antigas amarguras que o tempo adoçou.
Hoje cauterizo feridas com novos aromas.

A estrela branca em meus abismos brota,
Lume argentino banha desertos nevados
edelweiss prateando a paisagem ignota
tomba na página qual cometa despetalado.

A margarida sem jardim, o sublime aleli,
a prima pobre; a que cresce em palácios .
Todas as fragrâncias, sândalo e patchuli,
enredam na poesia os generosos braços.

Rosemarie Schossig Torres

Doce Obsessão

ABRO A PORTA QUE DÁ PARA A RUA.
NO ROSTO UM SOPRO DE AR FRIO,
MAS NÃO SINTO NADA…
MIL PALAVRAS GIRAM NA MENTE,
ECLIPSANDO TODOS OS SENTIDOS.

UM PÁSSARO CANTA NA JANELA,
MAS NÃO OUÇO NADA…
EM PENSAMENTO RECITO MIL POEMAS.

MEU FILHO ME PEDE ALGO.
NÃO LHE RESPONDO.
É QUE NO CORAÇÃO
BATE UM SONETO POR MINUTO.

PALAVRAS
SÃO UMA DOCE OBSESSÃO…
E O UNIVERSO:
UM PUNHADO DE VERSOS POR DIZER.

ROSEMARIE SCHOSSIG TORRES